Mãos a apanhar arroz

Curiosidades

O arroz é o alimento principal de mais de metade da população mundial e constitui a base da dieta diária de quase 2 mil milhões de pessoas.

Na Ásia, mais de 2 mil milhões de pessoas obtêm 70% da energia de que precisam para viver através do consumo de arroz.

Quase mil milhões de lares na Ásia, África e América, têm na produção de arroz a principal fonte de rendimento.

Existem sete espécies de arroz (Oryza barthii, Oryza glaberrima, Oryza latifolia, Oryza longistaminata, Oryza punctata, Oryza rufipogon e Oryza sativa) e mais de duas mil variedades.

Entre as espécies, a Oryza glaberrima (arroz Africano) e a Oryza sativa (arroz Asiático) foram domesticadas e são cultivadas. A última deu origem a duas grandes variedades: a Indica (grão longo) e a Japónica (grão médio ou redondo).

Existem vários tipos de arroz comercializados no mercado. Os mais comuns são o arroz branco, o arroz integral, o arroz vaporizado (parboiled), o arroz vermelho e o arroz preto.

Em termos de tamanho, o grão de arroz divide-se em três grandes categorias: longo (superior a 6 mm), médio (entre 5 e 6 mm) e curto ou redondo (com aproximadamente 4 a 5 mm de comprimento e 2,5 mm de espessura).

O arroz encontra em zonas temperadas e húmidas as condições propícias para o seu desenvolvimento. Cresce em canais pouco fundos inundados de água.

O arroz foi reconhecido pela ONU como um “Símbolo de identidade cultural e de união entre os povos”.

O arroz tem um papel tão importante na alimentação e cultura humanas que a ONU declarou 2004 como o "Ano Internacional do Arroz".

Os Terraços de Banaue, nas Filipinas, são arrozais com 2 mil anos de história, construídos em montanhas a uma altitude de 1.525 metros acima do nível do mar. Considerados como a Oitava Maravilha do Mundo, foram declarados "Património Cultural da Humanidade” pela UNESCO, em 1995.