Taça com arroz branco, salsa e pauzinhos

História

Há diversas opiniões sobre as origens da cultura do arroz, mas a mais popular entre os historiadores assinala a China como pioneira. Ao mesmo tempo, parece unânime o reconhecimento de que a sua forma selvagem foi encontrada primeiramente na Índia.

As primeiras referências a este cereal são encontradas em lendas Chinesas e Indianas muito antigas. Análises realizadas com Carbono 14 a grãos de arroz descobertos em escavações arqueologicas, situam a origem do seu cultivo em Hunan (China) por volta de 8200-7800 a.C.

O arroz entrou nos países mediterrânicos cerca de 350 anos A.C. A sua cultura estava já difundida na Mesopotâmia, fruto dos intercâmbios comerciais que Dario, o rei da Pérsia, estabelecera com a Índia e a China.

Para os gregos e romanos, o arroz era considerado uma espécie de luxo exótico vindo do oriente, consumido apenas pelas pessoas com mais posses e estatuto social.

O arroz chegou à Peninsula Ibérica pela mão dos árabes, resultando o seu nome da derivação do árabe “ar-rozz.”

O arroz era um artigo muito caro na Idade Média.

O arroz chegou ao continente americano no século XVI, com as expedições de Cristóvão Colombo. Colonos espanhois e portugueses enraizaram o seu cultivo, respectivamente, no México e Brasil.

Em 1912, foi lançada a primeira embalagem de arroz para venda ao público, introduzindo desta forma o quilo de arroz no mercado de consumo directo.